Gabriela Vieira:

Natural do Rio de Janeiro, mais precisamente Araras, um vale na serra de Petrópolis. Geminiana. Botafoguense com muito orgulho, lançada no mundo com 17 anos, quando comecei minha carreira como modelo. Desde então cigana, curiosa por natureza, apaixonada por viagens, culturas diversas, línguas, culinária e até um pouco de moda...

Morei 5 anos em Milão, 2 em Paris e nos ultimos quase 6 anos, em Nova York. Atualmente de volta a minha origem e cidade do coração, Rio de Janeiro (mas sabe se lá até quando...)

 

Trilhas Fim de Semana 24 e 25/09:

Sábado dia 24: Pedra da Proa

IMG_4454.HEIC

Ainda um tanto desconhecida, essa trilha leva até uma  pedra em forma de Proa de Navio, proporcionando uma das vistas mais lindas da Zona Sul do Rio!

Subiremos por cerca de 1 hora pela estrada (fechada para carros), até a Vista Chinesa, continuando por mais meia hora até a Pedra.

 

Trilha leve, mas com pedaços moderados no fim.

Ideal pra quem já pratica atividades físicas regularmente.

 

Duração total, em média: 4 horas e meia.

Início as 09:00hrs 

Ponto de encontro: Portão do Parque, que fica na Rua Dona Castorina, no Horto (a continuação da Rua Pacheco Leão)

(Mediante confirmação, nós enviamos informações detalhadas sobre como chegar no ponto de encontro, com mapa, e infos sobre o que levar)

Valor:  RS 80,00

(Nosso número máximo é de 6 participantes, então pedimos metade do valor adiantado, afim de garantir as vagas)

Domingo dia 25: Roteiro Nº 1 de Cachoeiras do Horto + Parque da Cidade (Gávea)

IMG_3767.HEIC

Trilha leve, com pedaços moderados.

Iniciamos na subida da vista chinesa no Horto, passaremos por duas cachoeiras e o belíssimo Jequitibá do Solar, a caminho do Parque da Cidade, que fica na Gávea.

Aos domingos o músico Pedro Miranda faz um show gratuito (com contribuicões bem vindas) no jardim do Museu Histórico da Cidade.

A duração total do passeio é 2hrs e meia, em média.

Início as 09:00hrs no Portão do Parque, que fica na Rua Dona Castorina, a continuação da Rua Pacheco Leão

 

Mediante confirmação, nós enviamos informações detalhadas sobre como chegar no ponto de encontro (com mapa) e sobre o que levar.

Valor:  RS 70,00

(Nosso número máximo é de 6 participantes, então pedimos metade do valor adiantado, afim de garantir as vagas)

*Atenção: Sujeito a confirmação no dia anterior, devido as condições do tempo.

MULHERES QUE TRILHAM - RJ

*Scroll down for English

Recentemente me mudei de volta pro Rio de Janeiro e durante a pandemia, redescobri a cidade com amigos, fazendo trilhas e visitando lugares ao ar livre que eu ainda não conhecia, mesmo tendo crescido aqui.

 

Assim, eu me apaixonei por esse jeito de explorar o Rio, não só pela beleza surreal que temos há poucos minutos de distância de casa, mas também pelo fato de que adentrar a floresta para fazer uma trilha não é só uma questao de superação de desafios e aventura, mas também uma forma de autoconhecimento e conexão com nós mesmas.

 

Tudo começou quando eu “perdi” minha cia masculina de trilhas e me vi sem coragem de entrar nas trilhas sozinha. Se analisarmos bem, as mulheres não são culturalmente estimuladas a encarar lugares selvagens sem a presença de um homem, porque obviamente o risco infelizmente existe. Mas ele diminui significativamente quando nos juntamos! (Juntas somos mais fortes!)

 

De modo a criar essa autonomia, eu comecei a procurar parceria, grupos de trilha e, pelo Instagram, eu acabei conhecendo a Pricila, que também fazia trilhas por hobby.

Por coincidências do destino, nós descobrimos que somos vizinhas, rapidamente nos conectamos virando amigas e, compartilhando da mesma ideia, criamos o projeto de trilhas só para mulheres.

 

Com essa idéia, visamos inspirar a união feminina, acompanhando e ensinando outras mulheres, cariocas ou não, a descobrir essa riqueza mal aproveitada da cidade.

Além do contato com a natureza, que tem sido cada vez mais essencial desde o início da pandemia, criamos também o espírito de solidariedade e comunhão entre as trilheiras.

Artigos publicados sobre o projeto:

Vogue

Caderno Ela

Coluna Lu Lacerda

Jornal O Fato - ES

Contato:

Instagram @WomenWhoHike_Rio

E-mail: womenwhohikerio@gmail.com

ENGLISH:

I have recently moved back to Rio de Janeiro and, during the pandemic, I rediscovered the city with a friend, hiking and visiting various outdoor places that even though I grew up here, I still didn't know.

 

Quickly, I fell in love with this way of exploring Rio, not only because of the surreal beauty that we have a few minutes away from home, but also because hiking is not just a matter of overcoming challenges and adventure in the forest, it is also a form of self-knowledge and connection with ourselves.

 

It all started when I “lost” my male trail company and found myself lacking the courage to go on the trails alone. Analyzing it well, women are not culturally encouraged to face wild places without the presence of a man, because, obviously, the risk unfortunately exists. But it decreases significantly when we get together! (Together we are stronger!)

 

In order to rescue this autonomy, I started looking for partnerships or trail groups and through Instagram I ended up getting to meet Pricila, who also hiked as a hobby. Coincidentally, we discovered that we are neighbors, quickly connected becoming friends and, sharing the same idea, we created the project for trails only for women.

 

With this idea we aim female empowerment, inspiring, accompanying and teaching other women, Brazilians or not, to discover this poorly revealed wealth of the city.

In addition to being in contact with nature, which has been increasingly essential during the Covid pandemic, we want to build a spirit of solidarity and communion among women hikers.

 

Besides all, it has always been a pleasure for me to show my city!

 

For Inquiries:

Instagram DM: @WomenWhoHike_Rio

E-mail: womenwhohikerio@gmail.com